Nerd não está e nem é moda, embora isso na língua inglesa não faça a menor diferença.

Reparei hoje na Zero Hora de ontem a seguinte chamada na capa:

Os nerds dominarão o mundo!


Parei o que estava fazendo e fui ler o que o jornal dizia sobre. Qual não foi minha surpresa, choveu no molhado falando que o estereótipo de nerd já não é mais ridículo como era outrora, e que agora ser nerd está na moda. Totalmente decepcionante! Já não era de se esperar muito, visto que a matéria estava no caderno “Kzuka”, uma espécie de folhateen do Zero Hora. Pior ainda, o jornal entrevista uma atriz global teen que aparece em alguma novela importante (não perdi meu tempo decorando nomes) que diz ser nerd. O erro capital: nerds não assistem novelas.

O jornal peca ainda ao tentar explicar como ser um nerd, ou melhor, como se vestir como um nerd: camisetas listradas (!!!) ou com estampas engraçadas, óculos retangulares de armação grossa, iPods, all stars, et cetera. Como se para ser nerd bastasse vestir-se como tal.

Dois erros grosseiros:

i) nerd não é uma moda ou tendência, é um estilo de ser, de viver: a lifestyle!

ii) aquele estereótipo de nerd com óculos fundo-de-garrafa que vive encavernados em livros sem nenhuma vida social, não duvido que ainda existam nos laboratórios de física, matemática, química de Oxford, Havard ou Stanford. Esse novo estilo em franca ascenção a que a matéria se refere, é denominado Geek, um termo menos conhecido (muito provavelmente conhecido apenas entre os próprios) que nada mais é do que uma espécie de variação/evolução do nerd.

Por evoluído, entenda-se, “socialmente evoluído”. Geeks são aqueles que além de suas atividades corriqueiras, lêem vários bons livros em um ano, não venera blockbusters, procura ter um visual descolado e ainda consegue/procura ter uma vida social saudável — este último, algo muito difícil de se ver em nerds autênticos.

Lendo a matéria, me lembrei de “A Sociedade Pós-Capitalista”, um livro do Peter Drucker que li no início desse ano (e que fiz um quase review no início deste blog). Lá, o autor enfatiza que a nova sociedade será totalmente voltada para o conhecimento e que, como na era capitalista os que estavam no topo da sociedade eram os portadores de capital (bancários, industriais, latifundiários e afins), nesta nova sociedade so-called pós-capitalista, esta posição será ocupada pelos portadores de conhecimento.

E se tem algo que caracteriza perfeitamente um geek/nerd é isso: a incansável busca pelo conhecimento. Que tem a Wikipedia como a Meca e o Google como oráculo.

Como já disse Fábio Seixas: “Não sei se os geeks vão dominar o mundo, mas com certeza irão mostrar o caminho.”

Advertisements

2 responses to “Nerd não está e nem é moda, embora isso na língua inglesa não faça a menor diferença.

  1. Vc me fez rir!
    Je suis nerd por que detesto novelas globais!!! Coisa mais irritante; problemas obvios com soluçoes que demoram um ano para serem resolvidos! Aja saco
    Uterino pa aturar.
    Outra coisa : vc escreveu “demoninado”..a gente fica cheio de Daimon quando le besteirol.nos jornais, neh?? Boa noite.

  2. corrigido!
    grato. =)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s