A páscoa acabou

Mas os resduos não.

Em uma sociedade cada vez mais ambiental e voltada para salvar o verde, empresas fazem de tudo para desenvolver produtos que agridem cada vez menos o meio-ambiente. Ou melhor, que não o agridam. Não só pelo fato de estarem preocupadas com a saúde do planeta, mas também pelo fato de isso trazer uma boa imagem/reputação à empresa, sendo assim, uma ótima estratégia de marketing.

Ou deveriam. A Ferrero Rocher parece que anda na contra-mão desse sistema. Em sua embalagem tradicional contendo 15 bombons, para se chegar ao bombom é necessário se desfazer de i) o plástico que ‘lacra’ a embalagem;  ii) a embalagem de plástico que guarda os bombons; iii) o “organizador” dos bombons — aquele que lembra um cartela de ovos;  iv) o copinho do bombom — tipo o de brigadeiro; e por fim,  v) o papel que envolve o bombom. Cinco embalanges descartáveis, ou seja, não reutilizáveis, e nenhum pouco de fácil degradação.

Enfim, a páscoa acabou, mas os resídous não. Se eu fosse um desses ativistas greenpeace-like, faria campanhas anti-Ferrero Rocher, ou até processaria a empresa por não estar preocupada com o aquecimento global. Como forma de pagamento, aceitaria tudo em permutação. =D

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s