Category Archives: Uncategorized

“você não precisava fazer isso”

beirut edition

beirut, lebanon

beirut

(Arabic: بيروت‎, Bayrūt) is the capital and largest city of Lebanon with a population of over 2.1 million as of 2007. Located on a peninsula at the midpoint of Lebanon’s coastline with the Mediterranean sea, it serves as the country’s largest and main seaport and also forms the Beirut Metropolitan Area, which consists of the city and its suburbs. The first mention of this metropolis is found in the ancient Egyptian Tell el Amarna letters, dating to the 15th century BC, and the city has been continuously inhabited since.

Beirut holds Lebanon’s seat of government and plays a central role in the Lebanese economy with its Downtown, Hamra, Verdun, and Ashrafieh based corporate firms and banks. The city is the focal point of the region’s cultural life, renowned for its press, theaters, cultural activities, and nightlife. After the destructive Lebanese civil war, Beirut underwent major reconstruction, and the redesigned historic city center, marina, pubs and nightlife districts have once again rendered it a tourist attraction. Beirut was named the number one Place to Visit in 2009 by The New York Times. It was also listed as one of the top ten liveliest cities in the world by the Lonely Planet list of the top ten cities for 2009.

***

beirut

Beirute é um sanduíche encontrado nos restaurantes, lanchonetes e padarias do Brasil, provavelmente original da culinária sírio-libanesa a partir do uso do chamado pão sírio, levado para lá no início do século XX pelos imigrantes do Oriente Médio. Atualmente é possível encontrar este tipo de sanduíche em várias regiões e cidades do Brasil.

A receita do beirute pode variar muito, os ingredientes mais encontrados são: pão sírio, rosbife ou lagarto fatiado, queijo, alface, rodelas de tomate e um ovo frito.

***

beirut

Beirut (also known as Beer-Pong) is a drinking game in which players throw a ping-pong ball across a table with the intent of landing the ball in a cup of beer on the other end. The game typically consists of two two-player teams and multiple cups set up on each side set up in triangle formation. There are no official rules, so rules may vary widely, though usually there are six or ten plastic cups arranged in a triangle on each side.

The goal of the game is to eliminate the other teams’ cups before one’s own cups are eliminated. When a ball lands in a cup, which are generally 1/4 to 1/3 full, that cup is eliminated and the defending team must consume all of the beer inside that cup.

The losing team must consume all the beer remaining in the winning team’s cups. The order of play varies – both players on one team shoot followed by both players on the other team, or players on opposite teams can alternate back and forth.

***

beirut

Beirut is an American band. It began as the solo musical project of 23-year-old Santa Fe, New Mexico native Zachary Francis Condon, and later evolved into a band led by Condon. Their first performances were in May 2006, to support the release of their debut album, Gulag Orkestar. The music combines elements of Eastern European and folk with Western pop music.

tagged as: folk, indie, indie folk, singer-songwriter, gypsy

este post é uma resposta a “você não precisa fazer isso

[#off] diálogos II

// continuando a série.

o contexto: eu estava adicionando o filme Seabiscuit na minha lista de filmes a ver, como eu desconhecia o significado da palavra, resolvi perguntar pra alguém ‘fluente’

[1:06] L.H.: o que é ‘biscuit’?
[1:06] Lici: eh lembrancinha
[1:06] Lici: tipo ima de geladeira
[1:06] Lici: coisas feita com gesso(?)

[1:09] L.H.: humm
[1:09] L.H.: e seabiscuit?

[1:10] Lici: deve ser lembrancinha em forma de estrela do mar, camarao, etc
[1:10] Lici: hahahaha

[1:10] L.H.: claro!

// se eu tivesse pelo menos lido a sinopse não teria que perguntar, mas a gente quase acertou, vai dizer:
encyclopedia.tfd.com/Seabiscuit

btw, “biscuit” em inglês tem outros significados, a quem interessar possa.

Doce ironia, ou: A verdade inconveniente sobre o “dia sem imposto”

Peraí, vamos ver se eu entendi. Na verdade, quem pagou o imposto não cobrado pelos postos de gasolina no dia sem imposto — porque prejuízos os capitalistas não iam ter, obviamente — foram os mesmos caras que criaram o tal do imposto?!

Ah bom! Obrigado Luiz Nassif .

Ontem o Instituto Millenium, do Rio Grande do Sul, lançou a campanha “gasolina sem impostos”. Escolheram meia dúzia de postos no Rio Grande do Sul, São Paulo e Minas. Eles vendem a gasolina sem cobrar a CIDE – que será paga pelo Instituto. A ideia é mostrar como o governo tunga os contribuintes com impostos.

A quantidade de postos era irrisória; os ecos na mídia, desproporcionais.

Fazem parte do Conselho de Governança do Instituto Gustavo Franco e alguns próceres da mídia, como Roberto Civita e João Roberto Marinho. O gestor do fundo patrimonial é Armínio Fraga. O Conselho Editorial é composto por Antonio Carlos Pereira – chefe dos editorialistas do Estadão – e do inacreditável Eurípedes Alcântara, da Veja.

A ironia da história é que a CIDE foi criada por um governo do qual faziam parte Gustavo Franco e Arminio Fraga.

Drop

Então Fernando Meirelles deu seu troféu “Veja Paulistano do Ano” para o juiz De Sanctis. Segundo a Folha, Meirelles não conhece o juiz pessoalmente, mas achou que ele seria mais digno do prêmio.

Vencedor do prêmio “Paulistanos do Ano 2008″, da Veja São PauloMeirelles repassou o troféu ao magistrado por achar que havia um paulistano que merecia a homenagem mais do que ele
Junto com o troféu, Meirelles enviou uma carta ao juiz que você pode lê-la aqui
O mínimo que eu posso dizer é: Bravo!

Errata #1

Dentre tantas idiossincrasias que um blog nos reserva, uma das que mais me agradam é ser surpreendido pela caixa de comentários. Não é algo que acontece sempre, mas fico feliz em poder dizer que isso está se tornando menos raro.

Uma das surpresas que mais me agradou foi a caixa de comentários do post que fiz sobre o twitter e todo o papo que o circundeia. Tenho que confessar que a caixa de comentários está mais interessante que o post em si (confira comigo no replay).

Outra surpresa que se faz necessário comentar, é a resposta que tive do Rafael R. ao criticá-lo por escrever “corintiano” de maneira incorreta em blog direcionado à nação corintiana. Achei bacana da parte dele responder se explicando do que todos nós, enquanto seres humanos, estamos fadados: o erro.

Mais do que bacana, foi útil para que se esclarecesse um certo quiprocó.

Seria interessante para uma compreensão completa do que estou falando a leitura do post e dos comentários. Aqui.

Uns dos adjetivos por mim utilzados ao referir-me aos seus textos, foram “maçantes e cansativos”, o que, é bem verdade, ninguém gostaria de recebê-los. Rafael também não gostou, é claro, e classificou-os como infundados.

Depois de alguns e-mails trocados, concordamos que a classificação por mim dada aos seus textos deve-se ao fato destes trazerem mais informações do que a mim me aprece. Tudo que eu quero ler no VST são resultados, novidades, quem entra e quem sai. Se algo traz informações por mim consideradas desnecessárias, isso se torna maçante e cansativo. Vale lembrar que este é um blog pessoal e tudo que aqui está, tão somente reflete a opinião deste que vos escreve.

Rafael (de desconhecido a Rafael), achou que seria interessante explicitar isso e para evitar que mentes fracas façam pré-conceitos de seus escritos, retifico:

Onde se lê “textos maçantes e cansativos”, leia-se “textos com mais informações do que gostaria”

Blogs são assim, um aprendizado a cada post, comentários que surpreendem, e erratas, quando necessário, como um cordial pedido de desculpas pelo mal entendido.

You can do for yourself

Mais um meme bacana. Realize seu sonho de ter uma banda e gravar um álbum em três passos:

1) Acesse http://en.wikipedia.org/wiki/Special:Random – o título da primeira página aleatória que aparecer será o nome da sua banda.

2) Vá para http://www.quotationspage.com/random.php3 – as últimas quatro palavras da última frase da página formarão o título do seu disco.

3) Acesse http://www.flickr.com/explore/interesting/7days/ – a terceira foto, não importa qual seja, será a capa do seu disco.

Eu alterei um pouquinho as regras (porque eu também sou fã do Calvin) da foto e do nome da banda e ainda dei um tapa na arte para o meu álbum ser um pouco mais comercial até achar a combinação que me agradasse, mas o nome do álbum ficou à la auto-ajuda mesmo. Ei-lo:

Vi a idéia lá no Louback, mas a Vivi também fez o seu. Confiram!

Hilarious Fail

Tudo bem que rir da desgraça alheia não é muito (politicamente) correto, mas assistir a esse vídeo sem passar mal de tanto rir é um desafio. Pelo menos para mim.

| Via FAIL Blog